Resumo

O projeto IntegraVisa, conduzido pelo  Hospital Alemão Oswaldo Cruz, surgiu como uma resposta da Anvisa à demanda do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária (SNVS), expressa no Ciclo de Debates em Visa 2015, espaço interfederativo para discussão da qualificação das ações de vigilância sanitária, sobre ter uma coordenação do Sistema de forma integrada e sistêmica, que promova o aperfeiçoamento dos mecanismos de gestão a partir da qualificação da execução das ações de vigilância sanitária (Visa). 

Nesse contexto, a iniciativa objetiva apoiar a qualificação das ações de vigilância sanitária executadas no SNVS, com foco no aprimoramento das ações: Planos de Harmonização, Descentralização e Gerenciamento. Neste contexto, o projeto de continuidade, passou pelo triênio 2018-2020, buscando contribuir na qualificação das ações de Visa e visando à implantação de Sistema de Gestão da Qualidade em unidades do SNVS, condição legal para que estados e municípios possam assumir responsabilidades por ações de inspeção em indústrias de medicamentos, Insumos Farmacêuticos Ativos (IFA) e produtos para saúde classes III e IV.

 


Introdução

No triênio 2021-2023, a iniciativa visa subsidiar a qualificação da ação de vigilância sanitária na perspectiva do planejamento e da gestão da qualidade, por meio da elaboração de documentos e estratégias norteadoras que contribuam para maior eficiência, eficácia e efetividade das ações do SNVS, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).

Confira abaixo os objetivos Específicos:

  • Apoiar a implementação da Gestão da Qualidade nas Vigilâncias Sanitárias;
  • Avaliar a aplicação da intervenção de apoio e cooperação referente à implantação do SGQ;
  • Disseminar material técnico para apoiar a implantação do SGQ.
  • Para o triênio 2021-2023, planeja-se:

  • A indução da cultura de gestão da qualidade nas vigilâncias sanitárias estaduais e municipais no âmbito do SNVS, mediante a aprendizagem organizacional;
  • Construção de um Guia para Implantação de SGQ no SNVS, contemplando conteúdo técnico, passo a passo para implantação e sugestão de ferramentas a serem utilizadas no processo;
  • Transformação de práticas no SNVS, baseadas nos ferramentais do SGQ, fortalecendo a disponibilização, com segurança e qualidade, de produtos e serviços sujeitos à vigilância sanitária;
  • Atualizar profissionais de Visa em temas críticos e inovadores para a vigilância sanitária de serviços de saúde, permitirá que esses profissionais adquiram conhecimento suficiente para o controle do risco sanitário inerente a esses serviços.
  • Desenvolver trilha de cursos de curta duração para atualização de profissionais do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária (SNVS) sobre temas importantes relacionados à vigilância de serviços de saúde e serviços de interesse da saúde.
  • Público-alvo: profissionais administrativos  e gestores; 

    Justificativa e relevância do projeto para o SUS

    Partindo da identificação dos temas que precisam de atualização para a prática dos profissionais de vigilância sanitária de serviços de saúde, este projeto produzirá cursos que contribuirão para a melhora substancial na execução das ações de vigilância sanitária relacionadas. 

     


    Métodos

    As atividades previstas no projeto indicam as seguintes etapas para consecução dos objetivos: 

  • Realização de diagnóstico situacional sobre o grau de implantação de SGQ nas Visas; 
  • Elaboração de um Guia para implantação de SGQ nas unidades do SNVS a ser testado e validado  em quatro instituições pilotos; 
  • Desenvolvimento de atividades piloto junto a serviços de vigilância sanitária estaduais e municipais; 
  • Disseminação sobre os conteúdos trabalhados, com participação em eventos técnicos e científicos e a proposição de artigos científicos.
  • Para a realização da etapa de diagnóstico situacional serão realizadas visitas de benchmarking em instituições de vigilância sanitária e de saúde em geral, a fim de conhecer e analisar as melhores práticas de qualidade, que possam contribuir para a construção do diagnóstico.

    As atividades piloto serão realizadas em unidades de Visa, com duração de 12 meses e com acompanhamento mensal pela equipe do projeto, composta por servidores da Anvisa, além de consultores e colaboradores do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.

    A estratégia para disseminação dos conteúdos trabalhados e dos resultados alcançados compreende a realização de oficinas em congressos técnicos e científicos, a proposição de artigos científicos a serem publicados em periódicos especializados e a realização de um simpósio internacional.

     



    Equipe

    • Hospital Alemão Oswaldo Cruz

      Liderança

      .


      Equipe

      .


      Colaboração

      .


      Área Técnica

      .


    Conheça outros Projetos_