Qualificação da atenção à saúde da pessoa idosa nas Redes de Atenção à Saúde (RAS)
Hospital do Coração

Qualificação da atenção à saúde da pessoa idosa nas Redes de Atenção à Saúde (RAS)
Capacitação Idoso
2018-2020

Qualificação da atenção à saúde da pessoa idosa nas Redes de Atenção à Saúde (RAS)
Resumo
No cenário de envelhecimento populacional, a organização da atenção em saúde da pessoa idosa resulta em desafios relacionados à força de trabalho, recursos financeiros, eficiência e efetividade. Os serviços devem visar à otimização dos recursos disponíveis e considerar as características do sistema de saúde e social para responder às necessidades da população idosa.

Este projeto tem relevância ao contribuir com a implementação de um modelo de atenção em saúde baseado nas necessidades das pessoas idosas no contexto da Atenção Primária à Saúde e sua integração com a rede hospitalar, para o acompanhamento diferenciado à população idosa. Acredita-se que a aplicabilidade dos princípios da Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa (PNSPI) e o incentivo ao conhecimento das especificidades do processo do envelhecimento, juntamente com o conteúdo da Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa serão importantes passos no processo de transformação do atendimento às necessidades das pessoas idosas no país.

O objetivo do projeto é a qualificação do atendimento à pessoa idosa no âmbito da atenção básica e hospitalar, com ações que contribuam para a manutenção, recuperação e promoção do envelhecimento saudável, organização dos cuidados integrais e integrados, reabilitação/habilitação física e nutricional, por meio do acesso às evidências científicas, da capacitação da equipe multiprofissional da Atenção Primária à Saúde para identificar as necessidades de saúde dessa população, aplicar a Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa e realizar o acompanhamento da população idosa por meio dessa ferramenta, e da implementação de um modelo de atenção hospitalar centrado na pessoa idosa, o Programa Hospital Seguro para a Pessoa Idosa (HSPI).

Estão sendo produzidas revisões sistemáticas sobre intervenções de políticas/saúde pública na área de Atenção à Saúde da Pessoa Idosa e sobre reabilitação/habilitação física e nutricional, de forma a subsidiar as políticas públicas. A capacitação dos profissionais adota os pressupostos da Política Nacional de Educação Permanente em Saúde (PNEP): capacitação de profissionais, implementação de protocolos assistenciais, reorganização de fluxos internos e visitas técnicas; e o monitoramento de indicadores.

O mapeamento das evidências (Mapa de evidências), a partir de revisões sistemáticas, sobre intervenções de políticas/saúde pública na área de Atenção à Saúde da Pessoa Idosa já foi desenvolvido.  Em 2019 a  capacitação das equipes multiplicadoras ocorreu nos seguintes locais: Maricá/RJ, São Luís/MA, Atibaia/SP com o total de 701 de vagas ofertadas. Para o ano de 2020 está previsto o término da capacitação em João Pessoa/PB e em Foz do Iguaçu/PR com mais 432 vagas ofertadas, totalizando 1133 inscritos. A implementação do Programa HSPI já foi iniciada em quatro hospitais públicos do país, em São Luís/MA, Fortaleza/CE, João Pessoa/PB e Foz do Iguaçu/PR.


Introdução
A mudança do perfil demográfico, que tornará o Brasil o sexto pais em número de idosos em 2050, tem como consequência a maior utilização dos serviços de saúde. A Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa propôs a incorporação de ações na rede de saúde para melhorar a qualidade e a resolutividade da atenção à pessoa idosa. Nessa direção, o Ministério da Saúde estruturou a Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa para ser um instrumento de acompanhamento longitudinal das condições de saúde dessa população no Sistema Único de Saúde.

Este projeto tem relevância ao contribuir com a implementação de um modelo de atenção em saúde baseado nas necessidades das pessoas idosas no contexto da atenção básica e sua integração com a rede hospitalar, para o acompanhamento diferenciado dessa população.

Acredita-se que a aplicabilidade dos princípios da Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa e o incentivo ao conhecimento das especificidades do processo do envelhecimento, juntamente com o conteúdo da Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa e a implementação e avaliação do protocolo de intervenção física e nutricional são importantes passos no processo de transformação do atendimento às necessidades das pessoas idosas no país. Portanto, a aplicabilidade da proposição dialoga com a Política Nacional de Atenção Básica e a Política Nacional de Atenção Hospitalar e com o desenvolvimento do Sistema Único de Saúde, pois visa à melhoria das respostas dos serviços no âmbito da atenção básica e hospitalar, à educação e à capacitação dos profissionais dos serviços no atendimento à pessoa idosa.

O projeto visa à qualificação da atenção à saúde da pessoa idosa, no âmbito da atenção básica e hospitalar, por meio do acesso às evidências científicas, capacitação de equipes da atenção básica como multiplicadores do uso da Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa e implementação do Programa Hospital Seguro, contribuindo para o desenvolvimento de melhorias no percurso assistencial da pessoa idosa.


Métodos
Um mapa de evidências foi elaborado a partir do levantamento bibliográfico sobre as barreiras de implementação de estratégias para o apoio ao cuidado e a identificação de necessidades de saúde das pessoas idosas no contexto da atenção básica.
 
A capacitação dos profissionais da atenção básica como multiplicadores no uso da Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa é fundamentada nos princípios da educação permanente em saúde e foi desenvolvida no modelo pedagógico bimodal, compreendendo encontros presenciais e Educação a Distância (EAD), totalizando 46 horas totais de capacitação. As estratégias de ensino utilizadas nos encontros presenciais são: aulas expositivas, dinâmicas de grupo e atividades práticas. A EAD é composta por: videoaulas, hipertextos e/ou questões de fixação.
 
Para a capacitação dos profissionais da rede básica os temas abordados são:
- Introdução à Caderneta de Saúde da pessoa idosa;
- Avaliação da pessoa idosa;
- Identificação do idoso vulnerável;
- Temas importantes no cuidado à pessoa idosa (acessibilidade, dor crônica, vacinação, saúde bucal, sexualidade, e direitos);
- Aplicação da Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa.

A implementação do Programa HSPI é composta por 10 passos a serem desenvolvidos sequencialmente pelos hospitais participantes sob consultoria da equipe de especialistas do HCor.
 
A capacitação dos profissionais da área hospitalar é composta por 8h de EAD.  Os temas abordados são:
- Cuidado Seguro à Pessoa Idosa Hospitalizada;
- Avaliação Multidimensional da Pessoa Idosa;
- Estratégias de prevenção das principais síndromes geriátricas (queda, delirium, risco nutricional, lesão por pressão, broncoaspiração, contenção mecânica, imobilidade e iatrogenia medicamentosa);
- Práticas de continuidade de cuidado.
 As revisões sobre atividade física e nutricional na velhice estão sendo produzida seguindo a metodologia de revisão sistemática.




Resultados
2018 e 2019:
- Finalização do mapa de evidências com as principais intervenções para a população idosa na Atenção Primária à Saúde;
- Os materiais pedagógicos para a capacitação dos profissionais da Atenção Primária à Saúde, incluindo aqui o Caderno de Formação-Ação, Caderno das Equipes Multiplicadoras e o conteúdo do ambiente virtual;
- O Guia de Implementação foi produzido para auxiliar os gestores e os profissionais dos hospitais participantes na implementação da linha de cuidado seguro à pessoa idosa;
- Os materiais para capacitação no contexto hospitalar que inclui: Caderno de Capacitação e conteúdo do ambiente virtual;
- Duas revisões sistemáticas estão sendo produzidas sobre intervenção física e nutricional para a pessoa idosa atendida na rede básica de saúde.
- Capacitação dos profissionais da Atenção Primária à Saúde com: 360 participantes em São Luís/MA, 40 Atibaia/ SP, 116 Maricá/RJ;
- Pactuação e início do monitoramento dos indicadores;
- Implementação do Programa Hospital Seguro da Pessoa Idosa - HSPI nos seguintes hospitais: Hospital Drº Carlos Macieira - São Luís/MA, Hospital Padre Zé - João Pessoa/PB, Hospital José Frota- Fortaleza/CE, Hospital Municipal Padre Germano Lauck - Foz do Iguaçu/PR;
 
Para 2020:
- Capacitação dos profissionais da Atenção Primária à Saúde com: 280 participantes em João Pessoa/PB e 120 em Foz do Iguaçu/PR;
- Pactuação e início do monitoramento dos indicadores;
- Monitoramento dos indicadores do Programa Hospital Seguro da Pessoa Idosa - HSPI nos seguintes hospitais: Hospital Drº Carlos Macieira, São Luís/MA, Hospital Padre Zé - João Pessoa /PB, Hospital José Frota- Fortaleza/CE, Hospital Municipal Padre Germano Lauck - Foz do Iguaçu/ PR;
- Capacitação de 250 profissionais da linha assistencial dos hospitais participantes do projeto;
- Finalização das duas revisões sistemáticas sobre intervenções de alimentação e nutrição e sobre a prática de exercício físico direcionadas para idosos no contexto da Atenção Primária à Saúde.


Liderança

Bernardete Weber - Associação Beneficente Síria - Hospital do Coração - HCor, São Paulo, SP, http://lattes.cnpq.br/0961819677749530


Gizelda Monteiro da Silva - Associação Beneficente Síria - Hospital do Coração - HCor, São Paulo, SP, http://lattes.cnpq.br/2505797172646870

Equipe

Daniel Apolinário – Laboratório de Implementação do Conhecimento em Saúde, Associação Beneficente Síria/HCor, São Paulo, SP – http://lattes.cnpq.br/1457146233840493

Enilda Maria de Sousa Lara – Laboratório de Implementação do Conhecimento em Saúde, Associação Beneficente Síria/HCor, São Paulo, SP – http://lattes.cnpq.br/5842018488738530

Erica Aranha Suzumura- Laboratório de Implementação do Conhecimento em Saúde, Associação Beneficente Síria/HCor, São Paulo, SP – http://lattes.cnpq.br/8883923256614269

Glenda Dias dos Santos - Laboratório de Implementação do Conhecimento em Saúde, Associação Beneficente Síria/HCor, São Paulo, SP – http://lattes.cnpq.br/5802617694279770

João Gabriel Sanchez - Laboratório de Implementação do Conhecimento em Saúde, Associação Beneficente Síria/HCor, São Paulo, SP – http://lattes.cnpq.br/8662207917557867

Juliana Invenção Gomes - Laboratório de Implementação do Conhecimento em Saúde, Associação Beneficente Síria/HCor, São Paulo, SP – http://lattes.cnpq.br/7010777671362893

Mabel Figueiró - Laboratório de Implementação do Conhecimento em Saúde, Associação Beneficente Síria/HCor, São Paulo, SP – http://lattes.cnpq.br/4949813794568254

Muriel Gracelli Pereira da Silva - Laboratório de Implementação do Conhecimento em Saúde, Associação Beneficente Síria/HCor, São Paulo, SP – http://lattes.cnpq.br/4073534295021111

Raira Pagano - Laboratório de Implementação do Conhecimento em Saúde, Associação Beneficente Síria/HCor, São Paulo, SP – http://lattes.cnpq.br/9321211765303968


Tatiane Andrade Alvarez - Laboratório de Implementação do Conhecimento em Saúde, Associação Beneficente Síria/HCor, São Paulo, SP - http://lattes.cnpq.br/2516008683724312



Colaboração

Estado do Maranhão:

Secretaria Estadual de Saúde

133 Secretarias Municipais de Saúde

Hospital Estadual de Alta Complexidade Dr. Carlos Maciera


Estado do Rio de Janeiro, município de Maricá:

Secretaria Municipal de Saúde de Maricá

Hospital Municipal Conde Modesto Leal

6 Unidades Básicas

39 Unidades de Saúde da Família



Área Técnica
Coordenação de Saúde da Pessoa Idosa / Coordenação-Geral de Ciclos de Vida/
Departamento de Ações Programáticas Estratégicas / Secretaria de Atenção à Saúde / Ministério da Saúde (COSAPI/CGCIVI/DAPES/SAS/MS)

INDICADORES

CONHEÇA OUTROS PROJETOS
Processando