Treinamento e atendimento às cardiopatias congênitas, do feto ao adolescente, para o território nacional
Hospital do Coração

Treinamento e atendimento às cardiopatias congênitas, do feto ao adolescente, para o território nacional
Cardiofetal Congênito
2018-2020

Treinamento e atendimento às cardiopatias congênitas, do feto ao adolescente, para o território nacional
Resumo
Tratamento e acompanhamento do feto ao adolescente, portadores de cardiopatias complexas, encaminhados pela Central Nacional de Regulação de Alta Complexidade (CNRAC), oriundos de todas as regiões do Brasil; e qualificação de equipe multidisciplinar de hospitais do SUS para realizar cirurgia em crianças com cardiopatia congênita.

Há carência nos serviços de cirurgias em cardiopatias congênitas nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste assim como o tratamento em neonatos portadores de cardiopatias congênitas com necessidade de intervenção neonatal imediata e cirurgias de alta complexidade em crianças com cardiopatias congênitas.

Para o SUS, é fundamental e relevante oferecer essa expansão dos serviços de cirurgias e cardiopatias congênitas e tratamentos neonatal e em crianças com o intuito de redução da fila de espera na CNRAC para este tipo de cirurgia e também a queda dos índices de mortalidade dessa população.


O projeto tem como objetivo habilitar novos hospitais nos vazios assistenciais para a realização de cirurgias em crianças com cardiopatias congênita, realizar o tratamento imediato em recém nascidos com indicação imediata pós parto e diminuir o número da fila na CNRAC.

Após definição do Ministério da Saúde e escolha dos Hospitais a serem capacitados, são indicados 28 profissionais médicos e da equipe multidisciplinar para realizarem treinamento observacional. Cada profissional acompanhará o seu par do HCor para ver a rotina diária pratica e administrativa pelo período de 15 ou 30 dias.

As gestantes encaminhadas pela CNRAC realizam-no HCor  exames de ecocardiografia para confirmação diagnóstica e consultas médicas até o momento do parto. Após o nascimento é realizado exames diagnósticos e a conduta é definida. 

Para os pacientes portadores de cardiopatias complexa encaminhados pela CNRAC, são realizadas consultas ambulatoriais onde o diagnóstico, tratamento clínico e acompanhamento das malformações cardíacas são discutidos e as condutas médicas definidas.



Introdução
A defasagem de cirurgias cardíacas infantis é de 65%, sendo que os maiores índices estão nas regiões Norte e Nordeste (93,5% e 77,4% de defasagem, respectivamente). Aumentar o conhecimento desta área da medicina nos Estados onde esta realidade causa a morte precoce da população acometida por cardiopatia congênita é primordial para diminuir a mobimortalidade dessa população. Assim, é necessário avaliar e propor melhorias na prática clínica vigente em hospitais que se propõe a realizar esses tipos de procedimentos de alta complexidade.

Há carência nos serviços de cirurgias em cardiopatias congênitas nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste assim como o tratamento em neonatos portadores de cardiopatias congênitas com necessidade de intervenção neonatal imediata e cirurgias de alta complexidade em crianças com cardiopatias congênitas.

Para o SUS, é fundamental e relevante oferecer essa expansão dos serviços de cirurgias e cardiopatias congênitas e tratamentos neonatal e em crianças com o intuito de redução da fila de espera na CNRAC para este tipo de cirurgia e também a queda dos índices de mortalidade dessa população.


O projeto tem como objetivo habilitar novos hospitais nos vazios assistenciais para a realização de cirurgias em crianças com cardiopatias congênita, realizar o parto e tratamento imediato em RNs portadores de cardiopatias congênitas e diminuir o número da fila na CNRAC.



Métodos

1) Capacitação


Qualificar equipe multidisciplinar de três hospitais da Federação, eleitos pelo MS, para realizar cirurgia em crianças com cardiopatia congênita e disponibilizar o apoio técnico conforme a demanda:

Estágio observacional e cada profissional do hospital eleito para receber o treinamento ficará pelo período de 15 ou 30 dias nas dependências do HCor acompanhando o seu par para conhecer as atividades profissionais desenvolvidas no HCor.


Os médicos dos hospitais treinados no HCor poderão solicitar uma segunda opinião e discussão de casos a serem realizadas com a equipe médica do HCor como forma de manter a tutoria visando melhoria dos desfechos e troca de experiência.


2) Cardiologia Fetal


Diagnosticar e tratar malformações cardíacas fetais.

Todas as gestantes encaminhadas via CNRAC são realizados exames de ecocardiografia fetal para confirmação diagnóstica da patologia indicada no Laudo da CNRAC.

Realizar parto de bebês com malformações cardíacas de apresentação neonatal.

Acompanhamento da equipe de obstetrícia do HCor desde a chegada da gestante de sua cidade de origem até as consultas após o parto.


Executar o tratamento pós-natal de malformações de apresentação neonatal imediata.

Internação imediata do RN na UTI Neonatal após parto. É feita avaliação clínica e colhe os exames diagnósticos e a conduta e definida. A recuperação pós-intervenção é feita na UTI neonatal até que ele tenha condição para ser transferido para a enfermaria e dada alta hospitalar.


3) Cardiopediatria


Assim que o paciente chega a São Paulo ele é direcionado para o Ambulatório de Cardiopediatria onde serão realizadas consultas e exames para confirmação diagnóstica. Após esta etapa a internação é programada e a intervenção cirúrgica ou hemodinâmica será realizada. Após a alta da UTI o paciente é conduzido para a enfermaria até receber a alta e o retorno para o estado de origem. Esse retorno pode ser imediato, ou após uma segunda consulta de avaliação da cirurgia após alguns dias.


Resultados

1) Capacitação


Capacitar equipe multidisciplinar de três hospitais da Federação, eleitos pelo MS, para realizar cirurgia em crianças com cardiopatia congênita.


Visita de técnica no Hospital Infantil e Maternidade Alzir Bernardino Alves “HIMABA” eleito pelo MS para receber o treinamento em cirurgia cardiopediátrica.

 

2) Cardiologia fetal


Realizar parto de bebês com malformações cardíacas de apresentação neonatal.


Executar o tratamento pós-natal de malformações de apresentação neonatal imediata.


Diagnosticar e tratar malformações cardíacas fetais.

 

12 partos realizados

12 tratamento pós natal

 

3) Cardiopediatria


Tratar clinicamente, através de cirurgia ou hemodinâmica pacientes portadores de cardiopatia congênita.

89 pacientes tiveram alta no período de 28/05/2018 até 31/12/2018.

6 pacientes permaneciam internados no dia 31/12/2018 e tiveram alta posterior em data posterior ao período desse relatório.



Liderança
Bernardete Weber - Associação Beneficente Síria - Hospital do Coração - HCor, São Paulo, SP - http://lattes.cnpq.br/0961819677749530


Equipe

Ieda Biscegli Jatene - Associação Beneficente Síria - Hospital do Coração - HCor, São Paulo, SP - http://lattes.cnpq.br/1514038285125809


Marcelo Biscegli Jatene - Associação Beneficente Síria - Hospital do Coração - HCor, São Paulo, SP - http://lattes.cnpq.br/9756837144363884


Simone Fontes Pedra - Associação Beneficente Síria - Hospital do Coração - HCor, São Paulo, SP - http://lattes.cnpq.br/3470716584272622


Colaboração

CERAC - Centrais Estaduais de Regulação de Alta Complexidade


CNRAC- Central Nacional de Regulação de Alta Complexidade


Área Técnica

Coordenação-Geral de Atenção Especializada / Departamento de Atenção Especializada e Temática / Secretaria de Atenção à Saúde / Ministério da Saúde (CGAE/DAET/SAS/MS)


Coordenação-Geral de Regulação e Avaliação / Departamento de Regulação, Avaliação e Controle de Sistemas / Secretaria de Atenção à Saúde / Ministério da Saúde (CGRA/DRAC/SAS/MS)


INDICADORES

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Hospitais membros do PROADI-SUS marcam presença no Fórum Estadão Think
05.11.2019
Hospitais membros do PROADI-SUS marcam presença no Fórum Estadão Think
O Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (PROADI-SUS) comemora, em 2019, 10...
CONHEÇA OUTROS PROJETOS
Processando