Hospital Moinhos de Vento desenvolve estudo para a prevenção de AVC e demência

Hospital Moinhos de Vento desenvolve estudo para a prevenção de AVC e demência Hospital Moinhos de Vento desenvolve estudo para a prevenção de AVC e demência

Pesquisa clínica PROMOTE começa a recrutar pacientes na Unidade Básica de Saúde Santa Cecília 

Uma em cada quatro pessoas terá um acidente vascular cerebral, de acordo com dados da Rede Brasil AVC. No mundo, a incidência média é de 13,5 milhões de casos ao ano, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). No mesmo período, a demência atinge 55 milhões de pessoas. Essas duas doenças não acontecem isoladamente. Um levantamento da OMS demonstra que pacientes que tiveram um AVC podem estar mais propensos a desenvolver um quadro de declínio cognitivo.  

Considerando esses fatores, o Hospital Moinhos de Vento, por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (PROADI-SUS), está iniciando a parte 1 da  pesquisa clínica PROMOTE. O estudo irá promover estratégias de prevenção  ao AVC e à demência em pessoas de baixo e médio risco para desenvolver estas doenças. 

A importância do projeto se baseia na estimativa de que 90% dos casos de AVC, e aproximadamente 35% dos casos de demência, poderiam ser prevenidos atuando precocemente nos fatores de risco”, explica a neurologista cognitiva e líder do projeto, Brunna Jaeger Teló. Nesta  fase inicial, vão ser selecionadas 10 unidades básicas de saúde (UBS) de Porto Alegre com potencial de alcance de mil pessoas no total.

A UBS Santa Cecília, que compreende os bairros Petrópolis, Santa Cecília, Santana e Rio Branco, é a primeira a iniciar o recrutamento. Estão sendo selecionados voluntários entre os 50 e 75 anos de idade; com pressão arterial sistólica limítrofe de 121 a 139 mmHg — um pouco acima do considerado normal, mas que ainda não é regulada por medicação —, e que tenha ao menos um dos fatores de risco para as doenças como: sedentarismo, excesso de peso, alimentação inadequada e tabagismo. Os interessados em participar do estudo serão sorteados para receber uma polipílula que é composta de substâncias para baixar o colesterol e a pressão arterial ou o placebo correspondente, além de mudança (ou não) do estilo de vida, com o auxílio dos agentes de saúde. 

Com essas intervenções, o objetivo é diminuir o risco para a incidência das duas doenças entre as pessoas que integrarem o estudo. Comprovada a eficácia das medidas na parte 1, o projeto será expandido. A parte 2 deverá abranger as outras regiões do país, com o alcance de 60 unidades básicas de saúde em nível nacional, e com capacidade de atingir 12 mil interessados. 

 

Informações de contato:

WhatsApp:  (51) 980414454 

E-mail do projeto: projeto.promote@gmail.com



Assine a Newsletter_