Voltar

NOTÍCIAS

09.12.2021 - Editado em 09.12.2021 - Compartilhar:
Estudo do PROADI-SUS comprova redução de custos em UTI com soro fisiológico

Prática rotineira no cuidado aos pacientes críticos, o uso de fluído intravenoso é amplamente difundido em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) em todo o País e, em especial, no Sistema Único de Saúde (SUS).  O mais conhecido e usado é o soro fisiológico (cloreto de sódio a 0,9%), sendo que também são aplicados outros tipos de soluções com uma proposta de serem mais balanceados, porém mais caros, como é o caso do soro comercialmente conhecido como Plasma-Lyte®️.  

O estudo BaSICS comparou os dois tipos de soluções usadas em pacientes críticos em UTI, e seus resultados apontam que não há diferença entre ambas em relação à mortalidade em 90 dias. A iniciativa faz parte dos projetos do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (PROADI-SUS) e é conduzida pelo Hcor em parceria com o Ministério da Saúde e a Brazilian Research in Intensive Care Network (BRICnet). 

Essa e outras descobertas foram publicadas esse ano no The Journal of American Medical Association (JAMA), importante periódico científico, e apresentados no Critical Care Reviews, renomado fórum de discussão de estudos de terapia intensiva, e irão auxiliar o SUS na escolha de qual fluído adquirir em larga escala, favorecendo o acesso e barateamento dos insumos para o sistema público de saúde.  

Uma das principais conclusões do estudo é a utilização do soro fisiológico no SUS que, além de ser mais barato, tem o seu acesso facilitado no mercado. Com essa garantia, a nova parte clínica poderá trazer uma redução significativa de custos para o SUS e diversos hospitais ao redor do mundo”, afirma Fernando Zampieri, líder do estudo no IP-Hcor.  

Durante quatro anos, mais de 10 mil participantes, de 75 centros médicos, foram acompanhados e selecionados em dois grupos distintos – cada um recebendo uma solução diferente – com critérios de exclusão a faixa etária inferior a 18 anos, necessidade de diálise e quadros terminais. Os mesmos pacientes incluídos na pesquisa também foram avaliados sob a perspectiva de velocidade da intervenção, respondendo à dúvida sobre o quão rápido precisam ser aplicadas essas soluções no organismo do paciente. 

Para ler o estudo na íntegra*, acesse: Effect of Intravenous Fluid Treatment With a Balanced Solution vs 0.9% Saline Solution on Mortality in Critically Ill Patients: The BaSICS Randomized Clinical Trial | Acid Base, Electrolytes, Fluids | JAMA | JAMA Network

*texto em inglês.  

Estudo do PROADI-SUS comprova redução de custos em UTI com soro fisiológico
Processando