Voltar

NOTÍCIAS

13.04.2020 - Editado em 20.04.2020 - Compartilhar:
Projeto Lean nas Emergências divulga pacote de medidas no combate ao COVID-19 no SUS

Ações incluem plano de resposta hospitalar para hospitais do SUS e tutoria remota para instituições que ainda não participam do projeto 


O projeto Lean nas Emergências, iniciativa do Hospital Sírio-Libanês executada por meio do PROADI-SUS, preparou uma série de ações para o combate à COVID-19 nos 40 hospitais que recebem a consultoria do projeto atualmente, e também abriu canais para compartilhar conhecimento com instituições do SUS em todo o Brasil que ainda não são impactadas pelo projeto.


Entre as atividades, estão o desenho de um fluxo específico de pacientes acometidos pela COVID-19 e a criação de um gabinete de crise, integrando o chamado de Plano de Rede Hospitalar.  O time do projeto disponibilizou um e-book focado no planejamento da emergência hospitalar externa que deve orientar os níveis de resposta e estrutura de comando necessária para o enfrentamento da situação, considerando diferentes níveis e responsabilidades. Além disso, o plano também fornece orientações sobre como criar um gabinete de crise e suas atribuições, essenciais para que a gestão emergencial seja efetiva.


Além disso, o documento traz explicações sobre como elaborar um plano de emergência em todas as suas etapas, considerando os envolvidos, os espaços disponíveis, a logística, e também quando é necessária a ampliação momentânea dos serviços, utilizando recursos já existentes, ou com ajuda de meios externos.

Apoio a outros projetos e instituições

Nas últimas semanas a equipe do projeto realizou também duas lives por meio da Comunidade Lean nas Emergências. O tema foram as recomendações de fluxo e gestão de crise para profissionais de saúde pública, sendo ou não participantes do projeto. O time do Lean participou ainda de uma transmissão especial de outro projeto PROADI-SUS, o Rede Sentinelas, onde o time do projeto colaborou dividindo suas experiências sobre o manejo da doença com os times da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).


Para o Dr. Welfane Cordeiro, Coordenador Médico do Lean nas Emergências, essa troca é essencial para garantir o pleno funcionamento de todo o sistema de saúde em uma situação de emergência. “Em ambos os casos, o principal questionamento foi a estruturação das operações, caso haja um aumento rápido de demanda. Além das questões técnicas, temos reforçado a importância de uma articulação em rede com os demais equipamentos de saúde nos quais os hospitais estão inseridos, incluindo UBSs, UPAS e outros hospitais da rede pública, a fim de evitarmos uma sobrecarga no sistema”, complementa Dr. Welfane.


A força-tarefa do projeto também criou um serviço de Tutoria Remota, onde serão feitos planos de contingência com os hospitais públicos que ainda não são atendidos de forma regular pelo projeto.


Para acessar os conteúdos do projeto, clique aqui.

 Projeto Lean nas Emergências divulga pacote de medidas no combate ao COVID-19 no SUS
Processando